quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Natal...um Nascimento a ser lembrado!




Oi Amiga, Oi Amigo,

A Força na fragilidade! Uma constatação que fica evidente no dia que se aproxima...o NATAL! Uma criança, na sua fragilidade, sem lugar para nascer, sem pessoas que podiam recebê-la, sem segurança, sem idéia do que poderia acontecer...

Esta criança, assim como os seus pais, acreditou em sua história. Ela fez da sua história um evento a ser lembrado até hoje! Já passaram mais de 2.000 anos e continua a ser lembrado. Na sua fragilidade ela mostrou a sua Força! Nunca desista!

Eu sei que há os mais diversos horários por causa dos fusos horários. Em qualquer parte do mundo, desejo a você um Santo Natal que te lembre que nas nossas fragilidades podemos ser Fortes! Que o Cristo continue SEMPRE nascendo em seu coração.

Pare para pensar um pouco nisso e não fique apenas em compras e compras, etc. Isso abafa a grande verdade do Natal... o AMOR

Desejo que você e que seus familiares tenham um Natal especial, com muito AMOR!

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A Interdisciplinaridade



Oi Amiga, Oi Amigo,

Houve uma Coletiva Virtual de Imprensa aqui no Brasil pela Qualidade de Vida pelo Total Controle na EM.

Foi interessante e a internet uniu muitas pessoas que estavam bem distantes fisicamente.

A Internet aproximou pessoas que estavam distantes. Gostei do tema!

Quando temos a participação de Várias pessoas, de Várias atividades, apresenta-se algo que é bem importante: a Interdisciplinaridade. Interdisciplinaridade é o diálogo com as outras ciências!

Esse Diálogo é Relacional. Deixo abaixo 2 transparências que eu usei em uma palestra sobre a Interdisciplinaridade:



Essa consciência é importante!

Um abraço.


Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Permitir que os outros sejam bons para nós!


Encontrei-me com uma amiga que mostrou o seu novo livro que escreveu. Ficou ótimo!

Ela me disse que muitos amigos dela perguntaram sobre o seu novo livro e quando poderiam ler?

Ela me disse que não tinha passado o livro antes de ser publicado, pois ficou insegura sobre o que os leitores achariam?

Esta pessoa tem muita sensibilidade e é boníssima!

Eu disse a ela que ser boa também é Permitir que os outros sejam bons para nós!

Eu lembro isso todos os dias, pois depois da EM, sempre essa afirmação me vem a mente!

Jean-Paul Sartre, o filósofo existencialista francês, possui um argumento interessante sobre a Liberdade. Os seres humanos em qualquer lugar são Sempre e Radicalmente livres.

A liberdade, se por um lado nos tranquiliza também nos traz outro conceito, a Responsabilidade!

Aparecem angústias e incertezas. Assim como aconteceu com a minha amiga e seu livro que relatei no início deste post.

Sartre fala sobre a Má-Fé. Refere-se às estratégias que empregamos para negar a Liberdade, que é nossa!

Utilizo a afirmação do livro mais lido do mundo, a Bíblia. Falando sobre estratégias para negar a Liberdade de cada um está escrito na 1ª Epístola aos Coríntios que ‘TUDO é Permitido, mas nem Tudo Convém!’

A Liberdade existe, mas entender a conveniência disso é uma Arte.

Podemos ler todas as obras de Sartre ou a Bíblia toda, mas se não entendermos isso em nossas vidas milênios e milênios e milênios de sabedoria se perdem!

Um abraço.



Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Email de um Teólogo



Oi Amiga, Oi Amigo,

Eu recebi um email que me emocionou! Eu confesso que eu não sabia mais como exercer o meu estudo teológico então eu recebo este email que me fez refletir MUITO e quero compartilhar com você!

O texto está abaixo:
_______________________

Estava lendo o seu Blog.

Primeiro, queria agradecer de todo coração as suas palavras do seu Blog.

Lendo elas, pensei como os caminhos de Deus tantas vezes nos parecem tortos e indecifráveis, enquanto na realidade, são tão cheios de amor conosco.

Você pensou dar aulas de teologia, e com isso, teria alcançado algumas centenas de pessoas no quadro de uma faculdade.

Agora, você alcança pessoas dentro de um quadro mundial.

Alcança pessoas que sem você talvez não tivessem absolutamente ninguém, que lhes abrisse horizontes de esperança.

E em vez de algumas centenas de pessoas, alcança talvez milhares, dando a elas nova coragem, novas perspectivas e novo ânimo.

Na realidade, você, agora, faz muito mais teologia do que tivesse fato em uma faculdade de teologia.

Você fala de Deus, mesmo quando nem o menciona. Porque falar de Deus é falar de amor, de esperança, de recuperar o ânimo e de manter a coragem dentro das dificuldades da vida.

É isso que você faz.

Então, faz teologia na melhor forma possível, dando esperança àqueles que perderam a esperança e inspirando novo ânimo àqueles que ficam abalados.

Espero de todo coração, Rodrigo, que continue neste, seu caminho. Você conseguiu alcançar aquelas pessoas que tantas vezes, nem a teologia acadêmica, nem a sua subseqüente pastoral consegue alcançar. A sua teologia é libertadora no sentido mais profundo da palavra.

Eu agradeço você por este exemplo.

Que Deus abençoe você e lhe dê muita força para continuar neste seu caminho, no qual, você se torna provavelmente muito mais instrumento de Deus, do que em qualquer cátedra de uma faculdade.

Muito obrigado, Rodrigo, por este seu exemplo.

Permaneço com um grande abraço fraternal e os melhores votos que você continue fazendo a sua teologia para aqueles, que a teologia tantas vezes esqueceu.
_______________________


Gostou? Eu gostei!

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.


sábado, 14 de novembro de 2015

A caverna de Platão



Oi Amiga, Oi Amigo,

Hoje eu recebi um email que me chamou Muito a atenção! Foi do Brasil, que me falava que a pessoa deixou de acreditar na sua relação com seus amigos, pois Parece que Tudo mudou nas suas relações pessoais e a fazia ficar triste, muito triste.

Lembrei-me do pensamento de Platão sobre um retrato da condição humana que ele discutiu em uma metáfora bem conhecida pela filosofia. Conhecida como a ‘Caverna de Platão’.

Um resumo sobre essa metáfora:

Pessoas estão sentadas em uma caverna escura, assistindo a sombras projetadas sobre a parede, pensando que estão vendo a realidade. Se você tirasse uma dessas pessoas da caverna, a luz do dia a ofuscaria tanto que ela não conseguiria ver nada. Mas, com o tempo, ela poderia olhar ao seu redor, ver o mundo real e até mesmo a fonte de tudo que o ilumina: o Sol. Se ela voltasse à caverna e tentasse explicar a verdade para seus habitantes, eles não apenas ririam dela, mas a matariam. Os habitantes da caverna são as massas ignorantes, as sombras são objetos particulares, físicos e efêmeros. A pessoa que escapa da caverna é o filósofo; o Sol é o Bem.

Isso coloca a questão: se a verdade de Platão está fora do mundo físico, ela realmente existe? 

É possível, ou até mesmo desejável, deixar a caverna?

Falei isso para a pessoa que entrou em contato comigo para incentivar que deixe ‘a sua caverna’ e conheça novas realidades!

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O Equilíbrio




Oi Amiga, Oi Amigo,

Hoje eu estava caminhando quando eu me deparei com a flor da foto acima. Sei que a foto é pequena, porém o conceito é interessante!

É uma Orquídea. As Orquídeas sempre aparecem em lugares de difícil acesso, mas ela se curva e desvia das suas dificuldades naturais. Ela gosta de ‘meio-sol’, ou seja, nem ambientes com muito sol e nem com muita sombra.

O nome que deve ficar sempre em nossa mente é EQUILÍBRIO! Isso é importante para as Orquídeas, que BUSCAM isso e também é importante para nós, que devemos PROCURAR por isso!

Alguém pode me dizer que isso é difícil! Mas nos desviamos e nos desviamos e nos desviamos das nossas dificuldades!


Procurar fazer isso é estar indo na direção de uma luminosidade que nos faz acreditar que podemos ir ALÉM do que se espera!


Já recebi reclamações sobre a demora em postar novo post. Tem razão. A demora passou da minha vontade! Eu explico: Eu moro em uma área rural e fiquei 2 semanas sem internet tentando restabelecê-la com muita dificuldade.

Depois de muita conversa com técnicos consegui voltar ao normal. Vocês podem imaginar a minha agonia?

Consegui o Equilíbrio na Internet!

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Vídeo com as palestras do 2º Encontro de Pacientes e Blogueiros de E.M.

www.youtube.com/watch?v=WC8WI8wg5iI

Foto de Maria Célia Sanches Drubi

Oi Amiga, Oi Amigo,

Hoje eu estava andando pelo sítio dos meus pais e vi esta foto de uma teia de aranha. A aranha é mesmo uma artista! Consegue tecer a teia e consegue ser aranha! Lembrei-me de nós, que vamos tecendo, tecendo e tecendo relações. E continuamos sendo nós mesmos!

Eu recebi um email da Rússia me dizendo que desistiu de sonhar! Pensei, de novo, na aranha! Já pensou se ela desistisse do seu trabalho? A Arte desapareceria.

Eu desejo que você vá Além do que se espera! Não, eu Não penso que isso é fácil, Mas é possível! Essa possibilidade trás um ‘colorido’ para a nossa existência!

Eu também recebi um email do Brasil que me chamou muito a atenção. Ele, mais uma vez, voltava a falar de ser deficiente e me contava as inúmeras dificuldades que ele passava.

Pensei nas pessoas que eu conheço que tem a EM, com as mesmas dificuldades e estão aí mostrando, apesar delas, as dificuldades, que estão Vivendo e se relacionando com os seus amigos!

Eu deixo aqui o vídeo com as palestras do 2º Encontro de Pacientes e Blogueiros de E.M.:

Vale a pena assistir! Assista e depois me conte a sua opinião.

Abraços.
Rodrigo

Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Vivendo SEMPRE!





(https://www.youtube.com/watch?v=WC8WI8wg5iI)

Oi Amiga, Oi Amigo,

Tudo bem?

Agora eu vou comentar sobre a novela que está acontecendo aqui no Brasil, a Regra do Jogo.

Muitos me perguntaram sobre essa novela porque o ator principal, no seu personagem, descobre que tem a Esclerose Múltipla e passa por algumas situações que todos já conhecem bem!

O povo brasileiro que é bem noveleiro (que assiste e se diverte muito com novelas) fica me perguntando sobre esse personagem.

Primeiramente eu assisto pouco novelas. Acabei por assistir alguns capítulos por causa das Muitas perguntas sobre esta novela que me vieram.

Uma lembrança Importante: Uma novela é uma Obra de Ficção e por isso Não fique procurando respostas para a sua vida real! Utilize a novela como um elemento de diversão ou de discussão! Mas Não Pare apenas nisso!

Tem outros valores que precisamos Muito ter. Por exemplo o valor da Amizade! É a Terapia do Abraço.! Até se tornou um tema neste blog (http://rodrigoem.blogspot.com.br/2015/08/a-terapia-do-abraco-dia-nacional-de.html).

Nesta novela eu ainda não vi isso. Talvez aconteça com a melhora da índole do personagem. Vamos esperar o desenvolvimento da trama da novela. Eu continuo Otimista! Eu sou assim!

Outro momento que me chamou a atenção foi a ‘briga’ que o personagem faz com ele mesmo. Faz com que ele pense sobre a sua forma de se relacionar com a sua mãe e com Deus.

A relação da pessoa com Deus fica Muito crítica e, às vezes, é muito ‘deixada de lado’ pois a pessoa se assusta e se revolta quando fica sabendo que tem a EM. Isso é normal! Deus entende isso! Volto a falar da discussão do ‘Por Que’ e do ‘Para Quê’ que eu postei nesse blog (http://rodrigoem.blogspot.com.br/2015/08/perguntas-fazer.html). As pessoas ficam sempre querendo a resposta da pergunta do ‘Por que’. Por que aconteceu isso comigo, Por que mudaram os meus relacionamentos pessoais, profissionais e muitas outras perguntas quando devemos ficar na segunda pergunta, o ‘Para quê’ aconteceu isso? Os blogs nos mostram a resposta dessa pergunta.

Vou escrever um pensamento de uma amiga blogueira: ‘... enquanto a novela estiver passando, eu sugiro a todos que vivam!’

A Regra do Jogo está evidente: É VIVER! Por isso é ultrapassar o limite pequeno de Apenas ficar vendo novelas, é bem mais do que isso!



Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

domingo, 6 de setembro de 2015

O Desafio da Linguagem

História de Rodrigo Drubi

Moro na cidade de Tapiraí, São Paulo, Brasil.

Quando eu soube que tinha a E.M. (Esclerose Múltipla) eu estava na Bélgica (país) e passei pelos sustos e medos que muitos portadores também passam. Isso foi no ano de 2008 e voltei para o Brasil não sabendo o que seria de mim dado que eu tinha isso e Não sabia nem do que se tratava. Eu tive o diagnóstico da EM há 7 anos morando em outro país.

Eu começo a conhecer outros portadores de EM e a perceber que o grande desafio de se ter EM é o desafio da linguagem, de comunicar o que é isso.

O nome esclerose múltipla nem sempre é entendido e aparecem muitos ‘achismos’. As pessoas acham tal coisa... ou acham tal coisa... e por aí vai.

Hoje, no Brasil, são mais de 40 mil portadores de EM e no mundo passam de 2,5 milhões de pessoas. Este número está aumentando! É direito de a pessoa querer não falar de suas dificuldades, eu respeito isso, mas é DEVER das outras pessoas, os não-portadores, de acolher e de respeitar qualquer pessoa que pode estar passando por alguma dificuldade e queira falar sobre isso.

Eu tive contatos com alguns portadores de EM e eles me ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. Isso vale para todas as pessoas, portadoras ou não de EM. Eu sei que descobrir uma dificuldade de saúde é muito difícil, principalmente, para quem passa pela dificuldade. Mas vale a pena passar pela dificuldade, ultrapassar a dificuldade, mostrando que as dificuldades dependem de quem as vê.

A viagem para a Dinamarca

Em 2013 eu e mais outros 5 brasileiros fomos escolhidos para visitar Copenhagen, Dinamarca. Estava acontecendo um Congresso do ECTRIMS (Congresso Europeu de EM). Nessa viagem tive a ÓTIMA oportunidade em conhecer pessoas que fazem a história da EM no Brasil e no Mundo. Foi uma surpresa que me fez refletir muito sobre como eu estava conduzindo a minha história.

Depois eu pedi para as pessoas que viajaram comigo para a Dinamarca fazerem uma pequena apresentação sobre mim que foi publicada na 2ª. edição do meu livro ‘Superando...’

Meus livros

Depois da minha volta da Bélgica eu escrevi 2 livros contando a minha história com a EM pela editora Multifoco, Rio de Janeiro, Brasil. Os nomes dos livros estão abaixo:


         - Rodrigo e a E.M. Projetando...


     
    - Rodrigo e a E.M. Superando...





2º Encontro de Blogueiros e ativistas digitais sobre a EM em São Paulo, Brasil, em 22 de agosto de 2015

Este Encontro reuniu pessoas que se conheciam por causa de seus Blogs, mas alguns nunca tinham se encontrado pessoalmente. Um dos participantes disse que a melhor coisa desse Encontro foi a ‘Des-virtualização’ entre os integrantes que antes só se conheciam virtualmente e a partir deste Encontro se conheceram de maneira pessoal.

Haverão outros Encontros.
  
Encontro na ABEM (Associação Brasileira de EM) em São Paulo, Brasil

Lancei os meus livros ‘Rodrigo e a E.M. Projetando...’ e ‘Rodrigo e a E.M. Superando...’ na ABEM.

Encontro na UPEM (União dos Portadores de EM) em Sorocaba, São Paulo, Brasil

Lancei o meu livro ‘Rodrigo e a E.M. Projetando...’ na UPEM.

Encontro na ARPEM (Associação Regional Pirassununguense de portadores de EM) em Pirassununga, São Paulo, Brasil

Lancei o meu livro ‘Rodrigo e a E.M. Superando...’ na ARPEM.


Acabo por rever os meus conceitos. Eu acho que a EM é 'um puxão de orelha' em nós da vida dizendo: VIVA! VÁ VIVER! 


Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 



domingo, 30 de agosto de 2015

A Terapia do Abraço! - Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla

Oi Amiga, Oi Amigo,

Aqui no Brasil acontece neste dia 30 de agosto o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla.

Conscientização é ensinar, é desenvolver a consciência do que é isso!

Hoje são 40.000 pessoas com Esclerose Múltipla no Brasil e no mundo passam de 2,5 milhões de pessoas! Esse número está crescendo!

Essas pessoas acabam Deixando seus espaços! Por isso precisamos entender que estas pessoas CONTINUAM perto de nós! E se cuidam com a terapia da Amizade!

O Entendimento disso mostra consciência! É a terapia do abraço!

Um abraço a todos

Rodrigo

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Perguntas a fazer


Oi Amiga, Oi Amigo,

Tivemos um dia Muito especial – o 2º Encontro de Pacientes e Blogueiros de Esclerose Múltipla na Câmara Municipal de Vereadores de São Paulo.

O tema foi ‘Um Novo Olhar’.

Tivemos várias palestras com pessoas de muito conhecimento da causa conforme eu já havia postado aqui neste blog quando apresentei o encontro e quero agora fazer alguns comentários:

            - A organização do evento foi ÓTIMA comparada ao ano de 2014. Parabenizo as pessoas que trabalharam MMMUUUIIITTTOOO para que isso acontecesse de maneira tão eficiente. A evolução do conhecimento era evidente!

           - Teve a apresentação da peça de teatro do Nando Bolognesi: “Se fosse fácil não teria graça!” Foi Ótimo e muito Especial Principalmente o final. Como foi? Se você não foi dê um jeito de assistir, vale a pena ver essa peça!

Eu me lembrei de um caso que aconteceu comigo há uns 4 anos atrás e quero contar novamente aqui. Esta história é importante para mim! Espero que você goste.

Eu me encontrei com um médico quando eu fui assistir a uma palestra dele e depois da palestra ele me perguntou sobre qual era a minha formação profissional. Eu disse que eu era Teólogo. O médico me perguntou se eu já havia me perguntado por que Deus tinha deixado acontecer a Esclerose Múltipla comigo? Eu respondi: Deus NÃO fez isso comigo pelo mesmo motivo que Deus NÃO está matando as inúmeras crianças que morrem mundo a fora só nesses minutos de nossa conversa.

Uma pergunta bem comum quando a pessoa fica sabendo que tem a Esclerose Múltipla é o POR QUE? Porque aconteceu isso comigo ou por que mudaram minhas formas de se relacionar no trabalho ou... mas há outra pergunta que devemos fazer, é o PARA QUÊ?

Os Blogs respondem essa pergunta para quem lê e para quem escreve!

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brazil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Um Novo Olhar!

Oi Amiga, Oi Amigo,

Coloco abaixo o Programa do Encontro de Pacientes e Blogueiros de Esclerose Múltipla no Brasil – Um Novo Olhar!

Será na Câmara Municipal de Vereadores de São Paulo, Viaduto Jacareí, 100, Bela Vista, São Paulo, SP. Informações: www.blogueirosdasaude.org.br

A programação ficou muito boa! Além das palestras haverá uma apresentação do ator Nando Bolognesi que será às 9:30 horas com a peça bem conhecida: ‘Se fosse fácil não teria graça!’ Vale a pena Assistir Ou Assistir Novamente! É importante também ter contato com os amigos que, às vezes, só conhecemos virtualmente e um evento como esse acontece de forma real! Até me emociono em rever os amigos e em conhecer pessoas que eu só conheço apenas pelo meu Blog.

NÃO desista de estar neste encontro!



Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brasil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

sábado, 8 de agosto de 2015

Um CONVITE para você!


Oi Amiga, Oi Amigo,

Quero fazer um CONVITE para você! É um Convite MUITO, MUITO e MUITO especial!

Vai acontecer o 2º Encontro de Pacientes e Blogueiros de Esclerose Múltipla em São Paulo, Brasil, no mês de agosto onde acontece o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla.

O Encontro será no dia 22 de agosto, na Câmara Municipal de São Paulo, às 9 horas, no viaduto Jacareí número 100 na Bela Vista.

Inscrições gratuitas www.blogueirosdasaude.org.br

Este evento contará com a presença do autor Nando Bolognesi (Escritor, ator e palhaço com Esclerose Múltipla). Haverá Sorteios do seu livro ‘Um palhaço na boca do vulcão’.

Haverá também a presença de vários blogueiros.

O que é bem importante deste encontro é a ‘desvirtualização’. Boa parte dos blogueiros são conhecidos apenas pela internet, de maneira apenas virtual. Este encontro nos permite conhecê-los pessoalmente. NÃO É mais o conhecimento apenas virtual!

No próximo post eu vou colocar a programação do encontro. Posso dizer que está ótima!

Abraços

Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brazil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

sexta-feira, 17 de julho de 2015

A relação da serie ‘Orange is the new black’ com a Esclerose Múltipla


Oi Amiga, Oi Amigo,

Passo abaixo um texto (tradução em português) que a Novartis me passou. É interessante para ver e refletir. É um post escrito pela blogueira americana Jamie Tripp Utitus, que escreve para o Living Like You.

Ela fez uma analogia entre a série (também americana) 'Orange is the New Black' e a Esclerose Múltipla. No texto, comenta que a esclerose múltipla “não é uma sentença de prisão”, mas que há semelhanças com a personagem principal da série que está em uma prisão real.


Por: Jamie Tripp Utitus:

Minha declaração: eu nunca havia assistido a séries. Se eu tiver a oportunidade de relaxar à noite, a única coisa que eu quero fazer é dormir. Mas uma noite eu decidi dormir com a TV ligada, porque eu não conseguia desligar minha mente. Acabei tropeçando nesta série chamada “Orange is the New Black”.

Se você ainda não viu a série, vai ficar difícil de acompanhar o texto. O post não é um endosso ao drama da televisão, mas eu não consigo parar de pensar no quanto a série me fez lembrar minhas aventuras com a esclerose múltipla. Não que a esclerose múltipla seja uma sentença de prisão, mas há tantas semelhanças!

O enredo central da série é sobre uma mulher chamada Piper Chapman que se entrega por um crime relacionado a drogas, que ela cometeu com sua então namorada, quando tinha seus 20 anos. Ela agora está mais madura, noiva de um homem chamado Larry e tem uma vida completamente livre do crime. Ela é condenada à prisão feminina e a história parte daí!

Então, imagine isso. Estou encolhida na cama quando aperto o play para o primeiro episódio. No quarto episódio, eu já estava sentada na cama, segurando o meu travesseiro e falando com a televisão.

– Ai meu Deus! Louca, a menina é LOUCA!

– Que homem bonito é o Larry Towner, eles certamente vão conseguir passar por isso!

Todos esses pensamentos ficam mais complicados, e totalmente equivocados, conforme você termina de assistir ao último episódio da segunda temporada de “Orange is the New Black”.

O que realmente me pegou de surpresa foram os paralelos entre a vida de Piper Chapman (seu passado a persegue e ela tem que ir para a prisão por 15 meses) e a minha vida, como uma pessoa que tem uma doença e alguns obstáculos para superar sozinha. Você logo percebe ao assistir ao show que Piper não está lutando contra a prisão. Piper está lutando contra seus próprios demônios. Ela está lutando contra seu verdadeiro eu, com quem ela é forçada a conviver por 15 longos meses.

Não posso mentir, no primeiro momento, eu senti a esclerose múltipla como uma sentença de prisão, e eu também fui forçada a encarar meus demônios e olhar nos olhos deles. Como Piper, eu tinha que decidir, eu vou fazer algo bom desta coisa ruim, ou vou me entregar?

Eu fiquei especialmente envolvida com o primeiro episódio de “Orange is the New Black”, quando Piper Chapman senta ao lado de uma mulher no refeitório. Alguém havia dito para a Piper, que esta mulher seria “segura” e gentil. Esta mulher, chamada Yoga Jones, era uma pacífica ex-hippie e instrutora de yoga na prisão. Yoga Jones olha Piper nos olhos e pergunta se ela nunca ouviu falar nas mandalas… a triste arte dos monges tibetanos. Piper acha que já ouviu falar, mas espera por uma explicação.

Yoga Jones explica que os monges passam várias semanas trabalhando no design, tipicamente geométrico, a partir de um processo exaustivo de trabalho com areia.

Após semanas e semanas eles finalmente finalizam uma obra-prima, só para… desmanchar. Eles fazem isso para simbolizar a inconstância da vida. Yoga Jones aproveita a oportunidade de chegar mais perto, olhar Piper Chapman no olho e explicar que nada é permanente, nem mesmo o tempo que ela está servindo ali. Seu desafio é encarar esse período como os monges, e fazer algo bonito do período em que está lá, até que ele se vá completamente.

Ninguém chegou mais perto de explicar ou articular a minha abordagem para a esclerose múltipla do que a personagem Yoga Jones de “Orange is the New Black”.

A minha esclerose múltipla é um grande banco de areia, e é meu trabalho moldá-la na mais bela arte que eu puder, até que ela não esteja mais lá. É por isso que eu continuo caminhando. Eu rezo para que você faça algo bonito com qualquer coisa que o universo lhe entregue meu amigo. Namastê.


Referência:

Site Living Like You. Disponível em



Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brazil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas. 

terça-feira, 14 de julho de 2015

Acredite em possibilidades de mudança!


Oi Amiga, Oi Amigo,

O texto abaixo, a ‘terceira margem do rio!’ é um texto que eu gosto muito e faz com que vamos Além do que se possa esperar. Incentiva que nós não fiquemos no que se espera.

Eu recebi um email que falava Muito que a pessoa pensava em mudar de país onde ela residia. Eu Não posso opinar sobre esse assunto, mas a pessoa falou Muito na palavra Medo. Porque a pessoa tinha Medo de fazer tal coisa ou de fazer tal coisa e por aí vai.

Pensei novamente no texto sobre a terceira margem. Segue abaixo o texto:


A terceira margem do rio!

Este título é um título de um texto de um autor brasileiro chamado Guimarães Rosa. Alguém pode pensar que este título pode estar errado! Não, o título está certo!

Mas um rio tem apenas 2 margens, uma de cada lado, certo? Onde então está a terceira margem? Esse nome mostra que a tendência de nossas sociedades é apenas a de entendermos as coisas de maneira binária. Ou é Zero ou é Um como fazem os nossos computadores. Ou é Verde ou é Vermelho como é o sinal de trânsito. Ou é Para Cima ou é Para Baixo como são as nossas escadas rolantes. Ou... Ou...

O texto do autor conta a estória de uma pessoa que começa a entender a sua vida de maneira diferente de como as pessoas o entendiam. Todas essas pessoas começam a vê-lo como uma pessoa diferente e passam a se distanciar dele.

Ele Não ficou imobilizado e vai a uma direção que Ninguém acreditava que ele poderia ir.

Temos que perceber que isso amplia nossos horizontes e nos faz irmos além de qualquer limite que possamos entender que existe.

O nosso mundo Precisa de pessoas que não fiquem apenas na ‘primeira’ ou na ‘segunda’ margem. Vão para a ‘terceira’ margem. Acreditam em possibilidades de mudança!


Rodrigo
Rodrigo é Teólogo, Engenheiro e portador de E.M. (Esclerose Múltipla). Vive em Tapiraí, SP, Brazil. Depois de saber que tinha a E.M. conheceu outros portadores que o ensinaram muito sobre como viver diante de dificuldades físicas.